.

.

Páginas

Seja bem Vindo!

glitters

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Sarau infantil - Projeto com poesias

Meninas pesquisando na Internet, encontrei esse Projeto Maravilhoso, que pretendo aperfeiçoar para um dos Projetos que estou escrevendo para o próximo ano com meus alunos com o tema - Poesia Infantil

Sarau infantil

Objetivos 
- Ampliar o repertório de poesias conhecidas pela turma. 
- Utilizar a linguagem oral, adequando-a a uma situação comunicativa formal. 

Conteúdo 
- Comunicação oral. 

Anos
Pré-escola. 

Tempo estimado
Dois meses.  

Material necessário 
- Filmadora
- Caixa de papelão
- Aparelho de som
- CD A Arca de Noé - Vols. 1 e 2 (vários intérpretes, Universal Music Brasil, 16 reais)
Livros
- A Arca de Noé (Vinicius de Moraes, 64 págs., Ed. Cia. das Letrinhas, tel. 11/3707-3500, 46,50 reais)
- Poemas Desengonçados (Ricardo Azevedo, 56 págs., Ed. Ática, tel. 0800-115-152, 26,90 reais)
- Mais Respeito, Eu Sou Criança (Pedro Bandeira, 80 págs., Ed. Moderna, tel. 0800-172-002, 29,50 reais)

Flexibilização 
Para ampliar a capacidade de comunicação e expressão de crianças com deficiência auditiva e auxiliá-las a utilizar libras, posicione as crianças em semicírculo no momento da leitura, para que visualizem o educador, os colegas e o intérprete. É importante que todos falem, um de cada vez, para facilitar a compreensão. Apresente os autores por meio de fotos e estimule a criança a declamar, em libras, poemas que já conhece. Você também pode declamar algumas poesias para servir como modelo de leitor. Explique a todos as etapas do projeto e apresente uma nova poesia às crianças a cada dia. Peça à criança surda que observe a expressão facial e os movimentos do corpo do intérprete quando este estiver declamando. Proponha que a criança leve um bilhete para casa pedindo que os pais escrevam uma poesia para ser apresentada aos colegas. Incentive a criança surda a participar da confecção da "caixa mágica" e explique que ali serão colocadas as poesias e os livros utilizados no projeto. Apresente à criança a poesia que ela irá declamar junto com dois ou três colegas. Convidar um surdo adulto para declamar na sala em libras para que a criança tenha outros exemplos também é uma boa alternativa. Filme a criança surda declamando com o seu grupo e num segundo momento retome o vídeo para que juntos possam ver o que precisa ser melhorado. No dia do sarau, é interessante que a poesia que será declamada em libras seja lida para a plateia. Registrar todos os avanços da criança é fundamental.

Desenvolvimento
1ª etapa 
Pergunte quais poemas as crianças conhecem e estimule-as a declamar. Convide-as a conhecer outros, mostrando os livros selecionados. Leia em voz alta alguns deles, caprichando na entonação. Compartilhe a ideia de organizar um sarau de poesia e convidar os pais para assistir ao evento. Explique que para isso é preciso conhecer vários poemas e aprender a declamá-los.

2ª etapa 
Apresente algumas faixas do CD de poesia musicada para familiarizar a turma com o gênero.

3ª etapa 
Leia para os pequenos todos os dias os livros escolhidos para o projeto. Converse com eles sobre as poesias e como se deve declamar, cuidando da entonação e da altura da voz, para que o público compreenda e ouça com clareza o que for dito. Como tarefa de casa, oriente que peçam aos pais para recitar e registrar por escrito poemas e versinhos que apreciem. Use a caixa de papelão para guardar os textos poéticos fornecidos pelos pais, os livros e o CD.

4ª etapa 
Leia a poesia Bola de Gude, do livro Poemas Desengonçados, chamando a atenção da turma para a entonação, dicção e altura da sua voz. Proponha que a recitem coletivamente. Repita o procedimento com outros poemas. Use a filmadora para gravar esses momentos.

5ª etapa 
Exiba o vídeo para que as crianças possam analisar como estão se saindo e em que precisam melhorar. Ajude-as apontando o que estiver adequado também.

6ª etapa 
É hora de selecionar o que será apresentado no sarau. Pergunte às crianças quais são os textos prediletos delas e decidam se as declamações serão feitas individualmente, em duplas, trios ou grupos maiores. Convide as famílias para o evento.

7ª etapa 
Ensaie com a turma os poemas. Filme novamente e exponha as imagens para que todos possam se aperfeiçoar. 

Produto final 
Sarau infantil. 

Avaliação 
Observe e registre o avanço das crianças no que se refere à apropriação na forma de se expressar em situações de comunicação formal.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

Docentes Escola Inovação

Nossa Comemoração do dia dos Professores na Pizzaria

Amo esse Povo!!!


Nós na Escola

Fazendo Graça

segunda-feira, 21 de novembro de 2011

Semana da Pedagogia - MS


PROGRAMAÇÃO

Dia 23/11/2011 – Quarta-Feira
19h00min – Credenciamento
19h30min – Abertura – Apresentação Cultural
20h00min às 21h30min – Palestra
 Tema: “O Tempo e o espaço no Cotidiano da Educação     Infantil: os olhares, os sons, as cores, os aromas e as texturas”
 Palestrante: Profª Espec. Erika Karla Barros da Costa
Coordenadora Estadual do PROINFANTIL-MS
Coordenadora Estadual do Projeto Jovem de Futuro - MS
Professora Tutora da Uniderp Anhanguera- Polo Zappeion               
DE NOVEMBRO – QUINTA-FEIRA
 Dia 24/11/2011 – Quinta Feira
19h00min – Apresentação Cultural
19h30min às 21h30min – Palestra
Tema: Buscando os caminhos para a formação continuada”
Palestrante: Prof. ª Célia Regina Corrêa Simão 

Coordenadora da Educação Infantil Escola do SESC Horto - MS
Especialista em Planejamento Educacional         


25 DE NOVEMBRO – SEXTA-FEIRA
19h30min às 21h30min – Oficinas
OFICINAS

1 – A IMPORTÂNCIA DA MÚSICA NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Ministrante: Zaine Souza dos Santos
Coordenadora Pedagógica de CEINF (REME)
Especialista em Gestão na Educação Infantil

2 – JOGOS E RECREAÇÃO NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Ministrante: Camila Rodrigues Farias
Professora de Educação Física

3 – A FANTASIA E A IMAGINAÇÃO NO ATO DE BRINCAR NA SALA DE EDUCAÇÃO INFANTIL
Ministrante: Maristela Medina de Moura
Coordenadora Pedagógica de CEINF (REME)
Especialista em Alfabetização na Educação Infantil e Séries Iniciais

4 – A ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Ministrante: Isabel Cristina Santos Alves
Técnica da SED (Secretaria Estadual de Educação)
Especialista em Alfabetização nas Séries Iniciais

 5 – TEMPO DE INFÂNCIA: JOGAR E BRINCAR É SÓ COMEÇAR
Ministrante: Neidi Liziane Copetti da Silva e Elisangela Maekawa
Mestrandas em Educação/ UFMS

 6 – A IMPORTÂNCIA DA ROTINA NO COTIDIANO DA EDUCAÇÃO INFANTIL
Ministrante: Geórgia de Fátima Nogueira Borges.
Técnica da SEMED (Secretaria Municipal de Educação)
Especialista em Educação Infantil e Alfabetização

 7 – PRÁTICAS DE LEITURA E POSSÍVEIS CAMINHOS PARA A PARTICIPAÇÃO DAS CRIANÇAS EM SEU CONTEXTO SOCIAL.
Ministrantes: Alessandra F. Braga Carrilho Professora - SEMED e Pedagoga.
Rhaisa Pael - Pedagoga

 8 – TÉCNICAS DE ARTES NA EDUCAÇÃO INFANTIL
Ministrante: Patrícia Menegheti
Técnica da SEMED (Secretaria Municipal de Educação)
Mestranda em educação

 9 – ROTINA UM ESPAÇO PARA RESPEITAR A INFÂNCIA
Ministrantes: Elizângela Pereira de Brito da Silva – Especialista em Educação Infantil e Gestão Escolar
Roberta Ortega Matheus – Especialista em Educação Infantil e Gestão Escolar. Instituição: Escola do SESC Horto

 10 – A ARTES DE CONTAR HISTÓRIAS COM SUCATA
Ministrantes: Cristiane Soares Lima Nunes, Pedagoga e Especialista em Engenharia de Projetos Educacionais.
 Ilza Alves Pacheco Profª Educação Infantil, Tutora EAD da UFMS e Mestra no Ensino de Ciências 


quinta-feira, 17 de novembro de 2011

SER PROFESSOR...

SER PROFESSOR...

Ser professor é ser artista
malabarista,
pintor, escultor, doutor,
musicólogo, psicólogo...
É ser mãe, pai, irmã, avó,
É ser palhaço, bagaço...
É ser ciência e paciência...
É ser informação.
É ser acção,é ser bússola,
é ser farol.
É ser luz, é ser sol.
Incompreendido? ...Muito.
Defendido? Nunca.
O seu filho passou?...
Claro, é um génio.
Não passou?
O professor não ensinou.
Ser professor
É um vício ou vocação?
É outra coisa...
É ter nas mãos
o mundo de amanhã.

Amanhã.
Os alunos vão-se...
E ele, o mestre, de mãos vazias,
Fica com o coração partido.
Recebe nova turmas,
Novos olhinhos ávidos de cultura
E ele, o professor, vai despejando
Com toda a ternura, o saber,
a orientação
Nas cabecinhas novas que amanhã
Luzirão no firmamento da pátria
Fica a saudade
A amizade.
O pagamento real?
Só na eternidade.

1º Sorteio do Ensinando Com Carinho!

NOV
2011

1º Sorteio do Ensinando Com Carinho!



 Olá, queridas!. Estou muito feliz e gostaria de dividir com vocês pessoas adoráveis e companheiras essa felicidade. Não sei se perceberam, mas, meublog está de cara nova, novo template personalizado do jeitinho que eu queria. E para comemorar esse novo designer, irei realizar o 1º Sorteio do Ensinando Com Carinho que será um desafio muito grande para mim. Quero contar com a ajuda de todas vocês tá? Não me abandonem (rsrsrsrs). Aproveitarei o sorteio e comemorarei também meu NIVER dia 19/11. Então será dupla comemoração, logo, o brinde também terá que ser duplo, ou melhor TRIPLO. Confira os prêmios no banner e na imagem abaixo. Boa Sorte à todos(as).

Você Ganha 1 número para concorrer assim que:

Seguir este blog publicamente

Deixar comentário no Post do Sorteio ( com nome , e-mail e cidade)

Divulgar com link o banner do sorteio no seu blog como Post ou na barra lateral. (deixar no comentário o endereço do blog que postou)

Ganhará mais 1 número extra se...

Fizer uma visitinha e seguir o blog da minha filha Valécia Kilmmer (http://encantosdeumamenina.blogspot.com/) (1 número extra)


Divulgar o sorteio em outro blog (Não esquecer de deixar recadinho informando o nome do blog) (1 número extra)



É importante Saber!!


Início das Inscrições: 05/11/2011
Final das Inscrições: 06/12/2011
Divulgação do Sorteio: 10/12/2011
O Sorteio sera realizado pelo  site http://www.random.org/
O frete será pago pelo: Ensinando Com Carinho


A lista com o número de cada pessoa inscrita será divulgada no dia 06/12.


BRINDES:
Boa Sorte!!!

quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Projeto Tarsila do Amaral

Projeto: Nós no mundo de Tarsila do Amaral

Projeto, planejamento e atividades de Arte


Aulas semanais: 2 ( duas) 
Série: Todas 
Professora:

Habilidades 
1. Expressão oral 
* Conhecer a biografia da artista plástica. 
* Interpretar obras de arte, compreendendo sua função comunicativa. 
* Estabelecer relações entre obras de arte e os conteúdos propostos em sala. 

2. Expressão escrita / manual:
* Representar por meio de desenho o que lhe foi proposto. 
* Expressar suas habilidades artísticas e manuais (conforme sua maturação e capacidade) através da criatividade no de correr das atividades. 

3. Leitura e interpretação de diferentes linguagens 
* Compreenderem que a leitura e interpretação de diferentes linguagens e propiciar um tipo de comunicação nas quais inúmeras formas de significados se condensam entre as disciplinas do currículo escolar. 

Conteúdos conceituais
1. Nós no Mundo de Tarsila

A artista plástica paulista é a pintora mais representativa da primeira fase do movimento modernista brasileiro. Seu quadro Abaporu, de 1928, inaugura o Movimento Antropofágico nas artes plásticas.

Cronologia

• 1886 - Nascimento, em Capivari/SP, filha de José Estanislau do Amaral e Lydia Dias de Aguiar do Amaral 

• 1906 - Casamento com André Teixeira Pinto 

• 1926 - Exposições em Paris 

• 1928, 11 de janeiro - Pinta o Abaporu (palavra indígena que significa "homem que come") para dar de presente de aniversário a Oswald de Andrade 

• 1933 - Pintura do quadro Operários. Dá início à pintura social no Brasil. 

• 1934 - Participações no 1º Salão Paulista de Belas Artes 

• 1951 - Participações da I Bienal de São Paulo 

• 1973, 17 de janeiro - Falecimento em São Paulo, SP 

Atividades
1ª e 2º aulas – Data ......../......../........

Esta aula de hipótese será por meio de uma conversa informal. O/A professor (a) irá desafiar os alunos abordando algumas perguntas para investigar o conhecimento dos mesmos sobre o que já sabem sobre o assunto proposto e o que gostariam de saber.

- Quem conhece a Tarsila?
- O que ela fez?

O QUE SABEMOS 

- É uma mulher;
- É uma pintora; 

O QUE QUEREMOS SABER

- O que ela pintou?
- Ela é viva?
- Ela é nova ou velha?
- Onde viveu?
- Que música ela ouvia?
- Ela pintava pessoas?
- Ela pintava plantas?
- Ela gostava de pintar flores?
- Ela é bonita?

Atividade - Auto- retrato

Contar a biografia de Tarsila do Amaral de uma forma bem simples apresentando a tela Auto Retrato. Em seguida cada criança em seu caderno de desenho irá fazer o seu auto-retrato, utilizando giz de cera, lápis de cor e lápis grafite..

O/A professor (a) poderá valer-se da dinâmica para que a aula seja mais harmoniosa.


Dinâmica – Você é o artista!

Material - Uma folha para desenho e um lápis colorido ou caneta hidrocor para cada aluno. 

Desenvolvimento
1- Distribuídos os materiais da dinâmica, o/a educador (a) explica o exercício: Cada qual terá que responder, através de desenhos, à seguinte pergunta:

- Quem sou eu? (Dispõem de 15 minutos para preparar a resposta)

2- Os alunos desenham sua resposta

3- Forme um circulo e promova a apresentação dos desenhos (respostas. O grupo de alunos procura interpretar as respostas. Feita essa interpretação, os interessados, por sua vez, comentam a própria resposta

3ª e 4ª aulas – Data ......../......../........

Atividade - Jogo dos bichos

• Colocar em exposição em sala à tela A Feira I, as crianças irão observar a tela e fazer um breve comentário, o/a professor (a) registrará as respostas.


• Identificar as frutas regionais que aparecem na tela.
• Observar no quadro e relatar a partir de seu conhecimento, as frutas que não são produzidas na nossa região. 
• Reproduzir no caderno de desenho a tela da artista plástica, utilizando giz de cera, papéis coloridos, entre outros materiais, observando: as formas, tamanho, as cores de cada objeto que compõe a tela.
• Compararmos o feirante de hoje com o feirante da época da artista plástica.

5ª e 6ª aulas – Data ......../......../........

• Promover uma conversação sobre a tela. O que será que a artista plástica queria dizer ao pintar essa tela? O/A professor (a) fará o registro das respostas na lousa.
• Matemática e artes - Observar as formas geométricas, encontradas na tela. Explorar as formas geométricas (nome,forma, cor, onde mais podemos encontrar tal forma, enfim, deixe as crianças falarem livremente sobre o contexto em estudo). 
• Explorar as cores, objetos, pessoas e moradias do quadro. 
• Mostrar um mamão para as crianças deixá-las tocar, cheirar, sentir a forma. Após distribua um pedaço do mamão para as crianças sentirem o gosto. Explore o sabor desta fruta. Deixe as crianças falarem sobre este contexto. 
• No caderno de desenho as crianças irão promover a reprodução da obra – O mamoeiro. Cada criança será respeitada de acordo com sua habilidade artística. 


7ª e 8ª aulas – Data ......../......../........
Incentivadas a dar asas à imaginação, empunhando pincéis, lápis de cor e massinha. Apreciando as obras de arte

Reproduzir algumas obras da Artista Plástica

Após analisarmos, visualizarmos e observarmos as obras da artista plástica Tarsila do Amaral, os alunos terão a possibilidade de ampliar o seu repertório e experimentar novas formas do fazer artístico, desenvolvendo a criatividade criando uma tela da sua autoria. 

Deixar em exposição as seguintes obras: Romance, Floresta, Cidade, Manacá, Sol Poente, Distância, A Cuca e a Lua. As crianças em trio deverão escolher uma das obras e fazer uma releitura, relatando tudo que há na tela (a professora será a escriba). Em seguida deixar a disposição de cada equipe materiais diversos para que as crianças reproduzam a tela como quiserem.

Outras Sugestões de Atividades:
Entregar para os alunos uma cópia do cenário da obra “A Cuca”, pintar colorido.



2.1 – Entregar as figuras da obra, e pedir para os alunos colorir, recortar e colar como quiserem na obra.
2.2 - Outra sugestão, pedir que pintem todas as partes e depois cada um recorta e cola como quiser.

 



3 – Outra sugestão com a mesma obra é pedir que os alunos desenhem no cenário da obra figuras que eles já ouvira falar, como; bicho-papão, homem do saco...


- Fazer uma leitura formal e interpretativa da obra "Abaporu"



2 - Entregar uma cópia da obra "Abaporu" e pedir que os alunos identifiquem qual é a imagem verdadeira. Pintar a obra colorido.

 

3 - Entregar para os alunos várias figuras do Abaporu, pedir para colorir e depois fazer montagem cubista com recorte e colagem.

 
4 - Entregar uma cópia da obra Abaporu incompleta para os alunos completar o que falta.

ATIVIDADES - TARSILA DO AMARAL

- Fazer uma leitura da obra com os aluno - formal e interpretativa

 A Feira II A feira

1 - Entregar para os alunos uma cópia da obra "A Feira 2" e pedir para os colorir.
1.1 - Entregar as frutas e legumes para colorir. Pedir para recortar e colar na obra.

 


2 - Outra sugestão é entregar uma cópia da obra" A Feira 2" e pedir para os alunos desenharem as frutas e legumes que conhecem.



BIOGRAFIA NA INTEGRA:

Tarsila do Amaral foi uma das mais importantes pintoras brasileiras do movimento modernista. Nasceu na cidade de Capivari (interior de São Paulo), em 1 de setembro de 1886.
Biografia

Na adolescência, Tarsila estudou no Colégio Sion, localizado na cidade de São Paulo, porém, completou os estudos numa escola de Barcelona (Espanha).
Desde jovem, Tarsila demonstrou muito interesse pelas artes plásticas. Aos 16 anos, pintou seu primeiro quadro, intitulado Sagrado Coração de Jesus.
Em 1906, casou-se pela primeira vez com André Teixeira Pinto e com ele teve sua única filha, Dulce. Após se separar, começa a estudar escultura.
Somente aos 31 anos começou a aprender as técnicas de pintura com Pedro Alexandrino Borges (pintor, professor e decorador).
Em 1920, foi estudar na Academia Julian (escola particular de artes plásticas) na cidade de Paris. Em 1922, participou do Salão Oficial dos Artistas da França, utilizando em suas obras as técnicas do cubismo.
Retornou para o Brasil em 1922, formando o "Grupo dos Cinco", junto com Anita Malfatti, Mario de Andrade, Oswald de Andrade e Menotti Del Picchia. Este grupo foi o mais importante da Semana de Arte Moderna de 1922.
Em 1923, retornou para a Europa e teve contatos com vários artistas e escritores ligados ao movimento modernista europeu. Entre as décadas de 1920 e 1930, pintou suas obras de maior importância e que fizeram grande sucesso no mundo das artes. Entre as obras desta fase, podemos citar as mais conhecidas: Abaporu (1928) e Operários (1933).
No final da década de 1920, Tarsila criou os movimentos Pau-Brasil e Antropofágico. Entre as propostas desta fase, Tarsila defendia que os artistas brasileiros deveriam conhecer bem a arte européia, porém deveriam criar uma estética brasileira, apenas inspirada nos movimentos europeus.
No ano de 1926, Tarsila casou-se com Oswald de Andrade, separando-se em 1930.
Entre os anos de 1936 e 1952, Tarsila trabalhou como colunista nos Diários Associados (grupo de mídia que envolvia jornais, rádios, revistas).
Tarsila do Amaral faleceu na cidade de São Paulo em 17 de janeiro de 1973. A grandiosidade e importância de seu conjunto artístico a tornou uma das grandes figuras artísticas brasileiras de todos os tempos.

Características de suas obras
- Uso de cores vivas
- Influência do cubismo (uso de formas geométricas)
- Abordagem de temas sociais, cotidianos e paisagens do Brasil
- Estética fora do padrão (influência do surrealismo na fase antropofágica)

A LUA – de Tarsila do Amaral
 
Para alunos do Ensino Fundamental:

Abaporu – Tarsila do Amaral




Segue algumas Obras da Artista Tarsila do Amaral, aprendemos que suas Obras possuem várias características diferentes e que ela foi uma das mais importantes pintoras brasileiras do movimento modernista. Diferencie as Obras enumerando de acordo com cada característica:

( 1 ) Influência do cubismo – uso de formas geométricas.
( 2 ) Abordagem de temas sociais, cotidianos e paisagens do Brasil.
( 3 ) Estética fora do padrão – influência do surrealismo na fase antropofágica.
        
           a – (       )                             b – (      )                             c – (       )

              http://1.bp.blogspot.com/_g-SkiFrx4qo/TCX4vvIHDVI/AAAAAAAAAtY/pbg1panXCc4/s400/A+boneca.jpg
           d – (       )                             e – (      )                             f – (       )


          
           g – (       )                             h – (      )

Principais obras de Tarsila do Amaral
Auto -Retrato (1923)                                                       
Retrato de Oswald de Andrade (1923)
Estudo (Nú) (1923)
São Paulo – Gazo (1924)
Antropofagia (1929)
A Cuca (1924)
Pátio com Coração de Jesus (1921)
Chapéu Azul (1922)
Auto -Retrato (1924)
O Pescador (1925)
Manteau Rouge (1923)
A Negra (1923)
São Paulo (1924)


 
Vendedor de Frutas (1925)
 Paisagem com Touro (1925)
Religião Brasileira (1927)
O Lago (1928)
Coração de Jesus (1926)
O Ovo ou Urutu (1928)
A Lua (1928)
Abaporu (1928) 
Cartão Postal (1928)
Operários (1933)





 
 











                                                                                                                  

PERGUNTAS:
Quem foi Tarsila do Amaral?
A – (     ) Tarsila do Amaral foi uma das mais importantes Pintoras Brasileiras do movimento modernista.
B – (     ) Tarsila do Amaral foi uma grande professora de Arte Moderna em Paris.

Onde Tarsila do Amaral nasceu?
A – (     ) Nasceu na cidade de Capivari (interior de São Paulo), em 1 de Setembro de 1886.
B – (     ) Nasceu na cidade de Paris, em 1 de Dezembro de 1886.

      Desde jovem, Tarsila demonstrou muito interesse pelas artes plásticas. Aos 16 anos, pintou seu primeiro quadro. Qual o nome do Primeiro quadro de Tarsila de Amaral?
A – (     ) Cartão Postal
B – (     ) Sagrado Coração de Jesus.

       Pinte somente as letras das Obras que são de Tarsila do Amaral:
A-    Auto Retrato (1923)
B-    Casa Amarela
C-    Retrato de Oswald de Andrade
D-    O Quarto em Arles
E-     Estudo (Nu) (1923)
F-     Monalisa
G-    São Paulo – Gazo (1924)
H-    Antropofagia (1929)
I-       A Cuca (1924)
J-       Pátio com Coração de Jesus (1921)
K-    A Vinha Encarnada
L-     Morro da Favela (1924)
M-   A Família (1925)
N-    Vendedor de Frutas (1925)
O-    Coração de Jesus (1926)
P-     Os Girassóis
Q-    O Ovo ou Urutu (1928)

Somente aos 31 anos começou a aprender as técnicas de pintura. Qual o nome do Professor que ensinou Tarsila do Amaral?
A – (     ) Oswald de Andrade (pintor)
B – (     ) Pedro Alexandrino Borges (pintor, professor e decorador). 
C – (     ) Mario de Andrade (pintor)

Qual desses foi marido de Tarsila do Amaral, Marque X na Opção correta:
A – (     ) Oswald de Andrade (pintor)
B – (     ) Pedro Alexandrino Borges (pintor, professor e decorador). 
C – (     ) Mario de Andrade (pintor)

Tarsila do Amaral retornou para o Brasil em 1922, formando o "Grupo dos Cinco", Este grupo foi o mais importante da Semana de Arte Moderna de 1922. Qual o nome desses integrantes?
A – (     ) Tarsila do Amaral, Anita Malfatti, Mario de Andrade, Oswald de Andrade e Menotti Del.
B – (     ) Tarsila do Amaral, Adriana Calcanhoto, Van Gogh, Leonardo da Vinci e Reynaldo Gianichini.

No final da década de 1920, Tarsila criou dois movimentos. Entre as propostas desta fase, Tarsila defendia que os artistas brasileiros deveriam conhecer bem a arte européia, porém deveriam criar uma estética brasileira, apenas inspirada nos movimentos europeus. Qual o nome dos Movimentos criados?
A – (     ) Encantar e Criar.
B – (     ) Pau-Brasil e Antropofágico.

Em 1923, retornou para a Europa e teve contatos com vários artistas e escritores ligados ao movimento modernista europeu. Entre as décadas de 1920 e 1930, pintou suas obras de maior importância e que fizeram grande sucesso no mundo das artes. Entre as obras desta fase, podemos citar as mais conhecidas: 
A – (     ) Coração de Jesus (1926) e Os Girassóis (1928).
B – (     ) Abaporu (1928) e Operários (1933).

DEIXE SEU COMENTÁRIO!

Este é um Blog voltado para área da Educação e plantando a sementinha de Jesus!
Foi criado para compartilhar experiências e pesquisas na área da educação e da Religião! Fique à vontade para criticar, sugerir e participar relatando sua prática, quero que se torne seguidor(a) e não deixe de comentar nos post ou deixar um recadinho ali ao lado .

Obrigada por sua visita, Volte Sempre!
Um abraço!
Paola Massa

Promessas Biblícas